2006-08-10

A escura ditadura



O meu blog tão comportado e infrequentemente atualizado recebeu uma visita obscura: um usuário do Ministério Público Federal. Pus-me a pensar no que isso significa. Uma possibilidade poderia ser que o Ministério Público tenha recebido uma denúncia sobre o que escrevo aqui. Hum.... quem pode ter ficado nervoso? O Zé Dirça? O Lullinha? Intrigante, intrigante mesmo. Certamente há maior probabilidade de que um lacaio destes, uma Chauizette ou puxa-saco de Beerzovskyin tenham ficado escandalizados com a minha falta de respeito. Terá sido algum funcionário público obscuro, parte de algum esquema mensaleiro e que não quer ter sua boquinha arruinada?

A verdade é que este governo é tão absurdo que é possível encher páginas sobre as imbecilidades perpetradas por ele. Um presidente que tenta deportar um jornalista só porque ele disse de forma educada que ele tem uma tendência a beber demais não merece ser mesmo levado a sério. Um elemento que diz que nunca leu um livro na vida não merece ser contratado nem como gari.

Em uma história que li há tempos havia um lugar cujo lema do governo era:

Guerra é Paz
Liberdade é escravidão
Ignorância é força


O livro foi escrito há muito tempo, mas as duas últimas linhas tem tudo a ver com o pensamento vigente no Brasil, especialmente a última. Ignorância é tão importante que o próprio presidente se declara ignorante e como prêmio é reeleito com direito a mudar a Constituição... Tenho até pena dos 200 milhões de habitantes desse país triste, onde ninguém reclama e uma sombra negra impede qualquer articulação inteligente. Um país onde se prende um fulano com um cartazinho contra o governo, um governo que defende os bandidos porque estes o apóiam. Este país que tem um governo incapaz de impedir 11000 presos de sair da prisão neste domingo, mesmo tendo sofrido ataques no melhor estilo da guerra de guerrilha no último indulto coletivo. Um país cujo governo é incapaz de defender os próprios policiais.

Nem George Orwell, que escreveu o livro "1984" de onde emprestei as linhas acima, poderia imaginar uma estrovenga tão absurda. No próprio livro, entretanto, ele cita uma ferramenta incrível de dominação mental. Era chamada o "Buraco do Esquecimento" ou "Memory Hole". Supostamente era um tipo de lixeira onde os pobres-diabos do livro eram encorajados a jogar materiais contrários à orientação do governo. Não há nada mais parecido com essa fantástica lixeira do que a Internet. E há ainda uma surpresinha especial: no fim do livro fica claro que tudo o que era jogado no Buraco do Esquecimento era na verdade selecionado, catalogado e arquivado. Do mesmo jeitinho que vocês vão poder procurar tudo o que falei sobre este governo horroroso por anos a fio, usando google ou yahoo. E o Ministério Público com isso? Em um futuro não muito distante, quando for considerado um crime de racismo dizer que o Lula não sabe ler, poderão abrir um processo contra mim, ou mandar me sequestrar... o que for mais eficiente e aterrorizante.

Tenho sempre a impressão de que George Orwell já conhecia o Lula e o PT. Entretanto não poderia ter conhecido: morreu em 1950. O que ele conhecia certamente era a raça maldita que os originou.

Pensando bem, sempre existe outra possibilidade: o funcionário do Ministério Público só estava zapeando na net e ficou a ler meus textinhos.

Ah, bom...





Se nunca leu 1984, clique na capa para comprar. Tem mais uma surpresinha macabra no fim do livro...



5 comentários:

pait disse...

Zappi, estamos falando de Brasil. Deixa o grande irmão vir, que nóis avacalha.

O barnabé só estava surfando na rede, matando serviço, lendo sobre Mozart e a Austrália. Aliás, com certeza já está tão cheio do PT como você, até achou divertido.

Orlando Tambosi disse...

Zappi,

também recebo "visitas" de locais estranhos de Brasília".

No mais, assino embaixo do que você disse. E que continuem "zapeando" lá no meu como bem entenderem. Pelo menos, eu também sei de onde eles vêm...

Abs.

Alberto Kawase disse...

Zappi:

Como vai meu caro? Lamento até hoje sua saída do grupo, mas evidentemente nem todo mundo está preocupado em discutir as coisas sérias, mesmo que de maneira light. Concordo com o Pait: até mesmo no governo o pessoal está de saco cheio do PT e das suas palhaçadas. Eu mesmo, petista histó(é)rico de longa data, não agüento mais ouvir Lula, Dirceu e os demais "iguais" - para citar outra vez Orwell, com "Animal Farm". Mas infelimente Painho Lula vai vencer graças ao seu curral eleitoral nordestino, e nós vamos pagar o pato.

Abraços,

Alberto Kawase

shirlei horta disse...

Ai, Paulo, estou completamente desvairada. Ontem sequestraram um jornalista e um técnico da Globo aqui em São Paulo. No final da noite soltaram o técnico com um vídeo que a Globo tinha que veicular, com um mascarado pedindo melhores condições para os presos etc. Tenho filho, Paulo, não tenho nada a ver com essas malditas eleições, quero que todos morram agarrados ao seu poder, mas estamos enfrentando uma quadrilha governamental. Me desculpe, mas nem dormi direito, preciso achar informações (meu filho não dormiu em casa, super normal, mas virou um pesadelo, acredita?). Depois eu leio as coisas direito.

zappi disse...

Sinto muito, Shirlei. Sabe, um dos motivos que me levou a ir embora foi justamente esse: eu sabia que ia ser mais e mais difícil dormir tranquilo com os filhos fora de casa. Aqui também acontecem coisas, como em qualquer outro lugar, mas a impunidade parece menor. Se houvesse alguma palhaçada como o indulto do dia dos pais depois de ataques do tipo dos que foram vistos aí, aqui o governo mudaria as leis imediatamente e pro inferno os bandidos. É assim que devia ser, mas o analfabeto-mor diz que a culpa é nossa, pobrezinhos dos presos, etcétera. Ele se esquece que presos não têm o direito de votar e ele não os deveria representar. A sua função deveria ser representar a população honesta que não sai ateando fogo aos ônibus nem comandando o tráfico por celular dos presídios. Viva o regime diferenciado! Que seja aplicado mais e mais frequentemente! Esses bandidos tem que ter um direito: o de ficar presos, incomunicáveis, e de ler livros, se lhes apetecer. NADA MAIS!!!!