2006-12-13

Petistas e religiosos

Há muitas semelhanças entre petistas e religiosos. Uma que se destaca é a de que os religiosos se apóiam em mentiras e os petistas também. À primeira vista, os religiosos parecem se apoiar em mentiras escritas em um livro velho, enquanto os petistas vão variando as mentiras de acordo com a conveniência imediata. Esta diferença desaparece quando examinamos com mais cuidado os livros que os religiosos usam. Eles também variam as interpretações que fazem desses livros de acordo com os interesses do momento, e selecionam pedaços de acordo com a sua conveniência. Livros ambíguos são bem úteis nesse sentido.

Os petistas detestam os religiosos assim como estes detestam os petistas. Esse ódio mútuo se deve simplesmente que ambos ambicionam a mesma coisa: controle e poder. Para os petistas a igreja é um obstáculo, para a igreja o petismo é uma ameaça.

Tanto o petismo como a igreja se baseiam na anulação do pensamento racional. Ninguém em sã consciência acredita que a 'virgem' Maria era virgem. Também ninguém que pense acredita que o Lula governa realmente. Ambos os sistemas precisam de um contingente de gente ignorante e irracional para poder continuar existindo.

Tanto a igreja como o petismo se querem guardiães da moralidade. O papa dita preceitos a ser seguidos pelos seus fiéis, enquanto o equivalente petista, o Lula, costuma dizer que não existe ninguém com mais moral do que ele.

Os dois sistemas são de uma covardia ímpar: quando alguém questiona racionalmente algum ítem considerado de "Fé" religiosa, os carolas de plantão gritam imediatamente que somos 'preconceituosos' e estamos 'discriminando' a religião. Da mesma maneira os petistas gritam imediatamente "Preconceito!" cada vez que alguém menciona a incompetência ou falta de estudo de qualquer integrante da seita.

No mesmo ítem de covardia, tanto a igreja como o petismo escondem suas fontes de dinheiro de todas as formas possíveis. As guerras de poder da igreja deixam mortos, como os papas que precederam João Paulo II, por exemplo. Ou será que morreram por coincidência, como as testemunhas do caso Celso Daniel?

A semelhança mais impressionante entre igreja e petismo é o pobrismo. Ambos, para se promover, utilizam a esmola. Por um lado, a esmola não é paga por eles, já que o dinheiro sempre é de terceiros. Pelo outro, ambos têm que manter imensos contingentes de miseráveis, para que a esmola seja valorizada. As igrejas o fazem proibindo os fiéis de usar anticoncepcionais, praticamente garantindo gerações inteiras de filhos sem pai e sem dinheiro. O petismo, apesar ter se intitulado progressista e ter defendido o aborto e planejamento familiar, agora que está no poder embarcou na mesma onda da igreja. Ambos temem que o estoque de miseráveis diminua e trabalham duro para mantê-los miseráveis. Nenhum dos dois se importa com o número de mortes que ocasionam fomentando pobreza e ignorância. O único objetivo é manter o poder.

Eu não tenho dúvidas quanto às semelhanças entre petistas e religiosos. Alguém discorda?

12 comentários:

Julia disse...

Zappi,

Não discordo em NADA!

O termo empregado de "virgem Maria" era pra dar "credibilidade" ao fato que Cristo, "era realmente" um ser humano NASCIDO DO NADA, porque naquelas longiquas epocas era impossivel admitir a gravidez dela atravez do ATO SEXUAL...

ESCONDERAM e ANULARAM completamente os outros filhos biologicos de Maria que são OS IRMÃOS LEGITIMOS de Cristo...Este assunto foi "decifrado" RECEMENTE...

Quanto as biblias elas eram E SÃO "O carnêt de bord" ou diario de registro de lamentações dos momentos dificeis...era e é como um registro dos assuntos da epoca servida com a mesma utilidade de UM CODIGO CIVIL UTILIZADA PELOS ADVOGADOS das leis EM VIGOR DA VIDA DOS HOMENS.

Claro que existia assuntos poetizados tambem...etc Não existe nenhum INTERESSE dos religiosos e certos governantes de ERRADICAR a ignorancia dos mais pobres, pelo fato simples: IGNORANTE POBRE NÃO REINVINDICA NEM CONTESTA QUALQUER MEDIDA POLICA/SOCIAL/ECONOMICA/...

Um exemplo forte me chamou muito atenção no sistema implatado pelos SOCIALISTAS francêses com forte tendencia istaliniene...

Aqui o "controle" do destino das pessoas é implacavel no sentido da segregação onde tudo começa na ESCOLA ou seja, não existe democracia na escolha de escola e na escola, os pobres são colocados em classes de alunos pobres... ex:filho de operario é direcionado pra classe, onde os colegas de classe do aluno, serão tambem, filhos de operario e os filhos de medico engenheiros etc...são colocados em classe onde so tera tambem outros filhos de medicos e de engeiros etc...

Nesta forma de "organização" é garantido a perenidade das profissões de operarios, medicos, engenheiros etc...TANTO é QUE POR AQUI é RARISSIMO existir ALGUEM DE DECENDENCIA OPERARIA SER MEDICO OU ENGENHEIRO...Quando existe tem que ser seguido da explicação que aquele pobre deveria ser UM SUPER DOTADO DE INTELIGENCIA pra ser aceito nos meios diferentes da origem social etc...

Aqui é impossivel alguem frequentar alguma escola que não seja do bairro de residencia.

Existe escola do outro lado da rua que separa um bairro do outro e o fato de so atravessar a rua não é motivo de aceitação do aluno residente no bairro do outro lado da rua...

COM CERTEZA NÃO é o lula que esta com as redeas do governo...AS REDEAS ESTÃO EM "ACORDOS" COM OUTRAS POTENCIAS...

sendo o Brasil considerado um pais RICO onde a população RICA E POBRE tem FORTE TENDENCIA PASSIVA,torna-se evidente a facilidade de enganar os pobres que são maioria pra que o sistema politico DITADOR COMUNISTA, AUTORITARIO seja bem reforçado pra unidade dos "outros" de outras potencias...

NESTE CASO A BRASILEIRADA ESTA PRECISANDO SER EXORCISADA DESTE MAL E O MELHOR EXORCISMO E ENFRENTAR O MAL QUE ESTA SE INSTALANDO ATRAVEZ DE MILITANCIA DAS PESSOAS MAIS ESCLARECIDAS NO ASSUNTO ATUAL DO GOVERNO LULA.Abrs

P.S:Existe muitas "particularidades" ao assunto que torna-se impossivel escrever...pela dificuldade de formular em português por isso que gosto de dialogos em momentos de relax de encontros ao torno de uma mesa de restaurante pra saborear algo branchê na companhia de outras pessoas que possam compartilhar a troca de diversos assuntos desta natureza atual...

Steppenwolf disse...

Concordo plenamente com a semelhança entre petismo e religiosidade. Discordo, apenas, quando você diz que ambos se odeiam... Ao menos no nosso continente, esquerdismo e religiosos trabalham juntos pelo crescimento da pobreza e pela manutenção do status quo. Uns suportam os outros e ambos trocam sorrisos complacentes. Não basta acabar com o esquerdismo e com deuses, temos que nos livrar de toda herança deixada por essas duas pragas. Temos que combater firmemente toda ideologia cristã, toda compaixão, enfim, toda moral escrava. Temos que libertar os escravos do petismo e das religiões para que possamos nos tornar livres dessas pragas de uma vez por todas.

Elvis disse...

Antes de iniciar esse comentário, deixo claro que não possuo religião, nem tampouco me escondo atrás dela ou qualquer outra ideologia, ou permito que ela "pode" minhas idéias e concepções.

Concordo inteiramente com o texto. Bastante oportuno no atual cenário, se não fosse a generalização do termo RELIGIOSOS. Em todo o texto, vejo claramente estar sendo referenciada a Religião Católica, que com certeza, acredito ser a mais hipócrita de todas (talvez por isso tenha se tornado religião oficial). Creio eu ser a maior polêmica do texto essa generalização, pois em certo momento fica confuso se você está incluindo todas as religiões e comparando com petistas ou se somente os católicos entram neste comparativo. Acredito eu, inferindo no texto, que seja a segunda opção.

O generalismo pode ser um tanto cruel (comparar um católico com um espírita por exemplo), embora existam semelhanças entre todas elas. Um item sim que pode ser generalizado é a discórdia que as religiões causam entre os homens. E me pergunto será isso a vontade de Deus? Por que quem possui religião não se pergunta isso?

Não há o que discordar sobre a hipocrisia e falsidade do Catolicismo. É a única religião que conheço, onde existe o praticante e o não praticante. Simplesmente ridículo.

Eu mesmo não tendo, acredito que algumas pessoas necessitam de religião para preencher algum vazio existente em suas vidas e se sentirem melhores consigo mesmas. É uma escolha individual e pessoal e devemos respeitar isso. Mas como respeitar uma religião onde temos religiosos não praticantes e padres "comendo" criancinhas? E isto é somente a ponta do iceberg.

Embora a divergência neste único ponto de vista a respeito do texto, reitero: muito bom o texto. Caí de pára-quedas aqui neste blog (em minhas buscas do google), mas com certeza voltarei mais vezes.

Zappi disse...

Olá Elvis,
Concordo que a generalização pode parecer exagerada, mas se não colocarmos todas as religiões no mesmo patamar, seremos fatalmente injustos com elas. O catolicismo é mais visível no Brasil, assim como o assembléiodedeusismo (nem sei como chamar essa...) ou os diversos macumbismos. Os espíritas também se baseiam em um livro velho e definem um deus, e se existem os religiosos moderados, sempre existirão os radicais. Do meu ponto de vista, aqui da Austrália, aparecem muito os muçulmanos que também possuem versões moderadas e radicais. O problema está em que dar dinheiro a esta gente é praticamente a garantia de que uma versão radical está sendo alimentada.
Todos os países que deram certo no mundo basearam a sua fundação na exclusão das religiões em favor do racionalismo. O Brasil está mantendo uma mistura explosiva de seitas no governo que interferem no progresso do país e nas escolhas racionais.
O Estado tem que ser laico, basear suas escolhas no melhor parâmetro técnico e jamais dar pelota para religiosos, pois eles são e sempre foram... irracionais.

Quanto à necessidade das pessoas de acreditar, isso não dá a elas o direito de opinar. Qualquer opinião com fundamentação religiosa deve ser cortada. Afinal, para um católico os judeus são loucos seguidores de um deus inexistente, assim como para os muçulmanos os católicos são ou idiotas ou infiéis que só merecem perder a cabeça pela espada santa de Muhammad.

Obrigado pela visita.

Zappi disse...

Steppenwolf:

Concordo com você. Só os católicos ultra-conservadores são contra o petismo. Os outros se aliam oportunisticamente ao PT baseados na máxima do 'quanto pior, melhor' que norteia o pobrismo.

tunico disse...

Zappi, de pleno acordo. Porém os católicos "progressistas" da teologia da libertação e muitos evangélicos aqui, estão de certa forma aliados aos petistas.Todos ganham dinheiro juntos em cima da fé.O petista pode ser comparado ao fanático religioso "pé na porta" tipo testemunha de Jeová, com uma vital diferença. Se contrariado, torna-se agressivo.E podes crer. Ele morde.

Marcos disse...

Eu tenho muito o que aprender, mas você também tem um pouco, ao menos, a aprender!

Zappi disse...

Olá Marcos,

Todos temos muito a aprender! Ainda bem!!!!! A vida não teria graça alguma se não fosse assim.

Sempre desconfie de quem tenta impor dogmas baseado em que seriam "verdades santas" e portanto não passíveis de questionamento.

O mundo é por demais rico e maravilhoso para fecharmos a mente em um único livro velho.

Tambosi disse...

Discordo: nenhum religiso (principalmente católico) criticará um petista. Petista e religiosa (aí já é uma idiossincrasia minha) não diferem em nada. Todos acreditam num além...

Zappi disse...

Olá Tambosi. Muito boa colocação em seu último post clique aqui

Não há dúvida: ou se é profissional ou se é religioso. Os dois ítens são excludentes.

A religião é a única forma de insanidade aceita socialmente. Devemos trabalhar para que não seja. Os prejuízos que a religião causa podem e devem ser remediados.

O direito de ser insano continua garantido. A aceitação do insano é que não convém à sociedade.

bira disse...

já leu o texto a igreja PT?.
Vou publicá-lo.

Zappi disse...

Bira,

Estou interessado, nunca li não. Avise-me quando postar.

Até,