2007-07-28

Descerebrados

A justiça do Rio Grande do Sul provou que está composta por descerebrados. Proibiram uma mulher que corre risco de vida e cujo feto não tem cérebro de abortar (veja aqui). Os argumentos dos juízes somente fariam sentido se neles imaginássemos um desejo de criar um país cheio de pessoas sem cérebro, e que ainda acreditassem que a vida de um feto sem cérebro vale mais do que a de uma mulher normal.

Sempre há alguém para demonstrar que pensar, no país do grande enrolador de Garanhuns, tornou-se um empecilho.

O Brasil aos poucos se torna o orgulho do Vaticano, ou se preferir, a meca dos sem-cérebro.

3 comentários:

Saramar disse...

Zappi, de gente sem cérebro, o país está cheio como o provam esses juízes.
Querem aumentar a própria espécie, à custa da vida de pessoas normais.
Imbecis, assassinos, é o que são.

ielpo disse...

É a utopia desta corja que está no poder... 100% de descerebrados a partir de agora!

Descerebrado não vaia, não é mesmo?

E quanto à mãe? Ela pensa? Sofre? Tem vontade própria? Para estes doutos representantes da lei, parece que não... Ora, uma fêmea a mais ou a menos, quem se importa?

Sinceramente, dá nojo.

MARIO GENTIL COSTA disse...

ZAPPI, QUALQUER PAÍS QUE REGULE SUAS LEIS POR DITAMES RELIGIOSOS ARCAICOS ESTÁ FADADO AO OBSCURANTISMO. SÓ HAVERÁ ESPERANÇA QUANDO NOS LIVRARMOS DO JUGO DE MENTES ARCAICAS COMO A DO ATUAL PAPA. E TEM MAIS: SE ELE PUDESSE, CODENARIA TODOS OS QUE O DESOBEDESSEM A ASSAR NA FOGUEIRINHA DO "SANTO OFÍCIO", DO QUAL, ATÉ HÁ POUCO TEMPO, FOI O REGENTE TODO PODEROSO. ESSE VELHO NÃO VALE NADA. É UM DÉSPOTA FORA DE SEU TEMPO. MaGenCo