2007-09-29

Não disparem...

Na Veja de hoje, uma reportagem especial sobre Che Guevara.

"Não disparem. Sou Che. Valho mais vivo do
que morto". Essa frase foi gritada por um
guerrilheiro maltrapilho e sujo metido em
uma grota nos confins da Bolívia. Nunca mais
foi lembrada. Seu esquecimento deve-se ao
fato de que o apelo pela própria vida e o
reconhecimento sem disfarce da derrota não
combinam com o mito Che Guevara.

Quando ele queria executar alguém, não vacilava. Juiz e algoz ao mesmo tempo. Mereceu. O Che bonzinho é destruído pela realidade histórica. Já era tempo. Parabéns novamente, Revista Veja!

5 comentários:

Otacílio Guimarães disse...

Zappi, Che guevara ainda é o ídolo no Brasil. Quer ganhar muito dinheiro? Vái pro Brasil vender camizetas com a foto do assassino no peito. Em pouco tempo você fica rico.

Geraldo Guarulhos, SP disse...

A verdade verdadeira é que a maioria que gosta de aparecer vestindo roupas com a imagem do bandoleiro Che, não passa de um bando de covardes. Freud explica facilmente isso.

Anônimo disse...

"Bandoleiro" Che?

hehehe, faça-me o favor...

A Veja falou você acredita...

Zappi disse...

Covarde Anônimo,

O Coma Andante Fidel diz e você acha que é a verdade divina.

Pense um pouco.

ROBEN disse...

sem duvida o che foi um grande homem seus ideais e sua luta fizeram com que ele receberce o titulo de heroi nao por ficar atras de um computador tendo inveja mais sim por ser uma pessoa que acreditava em seus ideais e buscava seja qual for a forma...
se the nao era tao importante por que foi assassinado de maneira tao violenta apos estar preso?
E A VEJA ? DE ONDE E QUE ELA TEM TODA ESSA CREDIBILIDADE?