2008-09-17

Tarso Genro vai melhorar o Brasil

Depois de quase um milhão de assassinatos (desde 1980, veja quadro abaixo), o mundo parece ter percebido que o Brasil é um lugar ridiculamente perigoso. Estarrecidos, os estrangeiros descobriram que o "paraíso" tropical é palco de 1/10 de todos os assassinatos do mundo (aqui). Fofos como Mohammed Santos (foto) que assassinou e esquartejou a inglesinha Cara Burke tem tido um pouco mais de publicidade (aqui).

O que é mais interessante é que no Brasil os homicídios não são corretamente contabilizados. Há milhares de "mortes violentas sem intenção aparente" nos relatórios do governo que, na prática, não contam como assassinatos. Sequestros-relâmpago e outras barbaridades não são contados como sequestros. Uma beleza.

E agora, o grande gênio jurídico trambiqueiro esquerdopata do PT, Tarso Genro, disse que "vai reduzir o crime no Brasil a niveis chilenos". O Chile tem menos assassinatos? Por quê será? Eu acho que no Chile os bandidos ainda são presos. Eu também acho que o Chile ainda é o país mais capitalista da América Latina. Quando indagado, Tarso explicou que reduzirá os assassinatos com "programas sociais".

Então tá. Enquanto não prenderem os assassinos, os queridos "dimenor" traficantes do presidente Lula, os gentis guerrilheiros traficantes que o Brasil abriga, os gerentes dos impérios da droga nas favelas cariocas; enquanto nada disso acontecer a única maneira do Brasil reduzir o número de assassinatos é fazendo o que os petralhas sempre fizeram: mentindo e forjando estatísticas. Boa sorte, Brasil.

3 comentários:

Frodo Balseiro disse...

Zappi
O pai da luciana é um especialista na manipulação da lingua (stritu sensu), e na leitura sempre favorável (para ele) das estatísticas. De resto, não se pode confiar em nada que um petralha fale.

Anônimo disse...

por essas e outras é que os cidadãos brasileiros devem disconfiar de todas as pessoas ao seu redor sempre.

geso gonçalo disse...

não devemos confiar em ninguem eu não sei como uma menina indefesa desta foi confiar em um animal deste ate a cara dele e de mal porque ele não pegou um homem para quebrar a cara dele