2008-10-04

Arqueologia da USP é premiada

Finalmente a USP é reconhecida. Ontem à noite os pesquisadores Astolfo G. Mello Araujo e José Carlos Marcelino foram agraciados com o prêmio IGnobel por mostrarem que tatu faz bagunça em sites arqueológicos. Parabéns USP. Parabéns pesquisadores. Vocês merecem!

REFERENCE: "The Role of Armadillos in the Movement of Archaeological Materials: An Experimental Approach," Astolfo G. Mello Araujo and José Carlos Marcelino, Geoarchaeology, vol. 18, no. 4, April 2003, pp. 433-60.

Enquanto o verdadeiro prêmio Nobel brasileiro não sai, é melhor rir. O tempo passa mais rápido e é mais divertido...

2 comentários:

pait disse...

Já houve um prêmio Nobel nascido no Brasil, Peter Medawar. Ele não estudou nem fez carreira aqui, mas nasceu no Rio de Janeiro e morou lá quando criança.

http://nobelprize.org/nobel_prizes/medicine/laureates/1960/medawar-bio.html

Zappi disse...

Fritz, você acaba de dar o mais perfeito exemplo que já vi da exceção que confirma a regra!

Um abraço