2009-02-18

País civilizado versus país mequetrefe



Sim, falo da Suiça e do Brasil e o "caso da Brasileira" ou, em lingua local "Die Brasilianerin". Qual a diferença?

Na Suiça, dizem:

"Ela tentou enganar a polícia. Os contribuintes suiços não podem pagar pelo transtorno que ela causou."

No Brasil, dizem:

"Preconceito! Barbárie! Pobrezinha da brasileira. Mesmo que não tenha sido atacada, ela teve esse "problema" porque ela mora num lugar horrível"

A mentira da brasileira despertou os instintos mentirosos de Lula, o magnânimo Maloqueiro-mór, que carinhosamente explica ao seu povo "as disvantagi" de morar na Suiça. Cá entre nós, todos sabemos que ele é um grande entusiasta da mentira patológica.

Não há problema. Como o Brasil importa criminosos, aceitaria de bom grado uma cidadã mentirosa de volta. Quem sabe ela se candidata a deputada por Pernambuco? O PT, sem sombra de dúvida, a apoiará, já que reúne os principais requisitos.

Os contribuintes brasileiros, eternos imbecis, JÁ pagaram um monte por causa da mentira patológica (tanto da "brasileira" como do "maloqueiro"). A Suiça não vai deixar por menos, e vai se assegurar de que todos os custos de hospital e o tempo perdido pela sua polícia sejam contabilizados e a conta devidamente apresentada à "brasileira". Fazem muito bem.

Eu tenho uma pequena pergunta, entretanto. Já que o Lula foi tão rápido em apontar a "injustiça" e o "preconceito" contra a "brasileira" que também é "pernambucana" e "nordestina", porque não faz um levantamento e verifica quantos cidadãos suiços foram assassinados no Brasil desde 1980? Afinal houve UM MILHÃO DE ASSASSINATOS nesse período no maravilhoso país tropical. A grande maioria dos mortos era de cidadãos brasileiros, com os quais o Brasil não se importa em absoluto.



7 comentários:

Silvana disse...

Que triste! Está cada dia mais difícil acreditar na sua história. Ainda espero que ela não esteja mentindo. "Espero" porque, se ficar comprovado que é uma armação, teremos mais um motivo para sentir vergonha de ser "brasileiro", de viver no reino dos trambiqueiros, onde sentado no trono, está o Maloqueiro-mor, que é a cara do Brasil.
A única coisa que vejo de positivo nisso tudo é que poderemos apreciar como um país evoluído trata dessas questões. Será uma grande lição, mas talvez passe desapercebido por não ser importante.

Zappi disse...

Silvana, eu diria que é até mais fácil acreditar no Maloqueiro-mór do que na "brasileira" de Zürich.

É uma pena, realmente, mas é melhor cair na real e punir os mentirosos de uma vez. Só assim o descaro diminuirá.

Concordo totalmente com você em relação à lição que jamais vai ser entendida no Brasil. Não custa continuar tentando, né?

Obrigado pela visita!

Silvana disse...

Esse caso é mesmo bizarro
Se for doença que seja então tratada e recuperada, mas penso que seja uma psicopata, portanto, sem chances de recuperação.
Alguns psicopatas como ela pensarão que ela não teve a capacidade de fazer bem feito e que deve aperfeiçoar o crime sem deixar furos.
Acredito que a família também seja responsável, algum erro na educação como superproyeção.
Quem pode saber.
Abs

Pedro Henrique disse...

Esse o que é apreendido nesse país, onde escola não ensina e professor apanha de aluno, onde prefeitos se recusam a pagar 930 reais de piso para professores e que tirador de xerox do senado ganha 10.000 reais, e que tem um presidente que cultua a ignorancia.... não que um analfabeto não nos possa ensinar, pois meu pai era analfabeto e me ensinou muitas coisas...

um abraço

chico

Cesar Cruz disse...

Vais aprontar uma dessas justo na Suiça, minha filha! Me mata de vergonha...

Anônimo disse...

Zappi,
o que me diz um país que tem um movimento,sem cpf,ou cnpj(sonegando impostos),como o MST,que no seu site,vende um monte de itens,e que o governo lhes dá um fartos depósitos em contas de dezenas de entidades,como se lê hoje no Estadão?E isso sem fiscalização?É o Brasil de Lula.
Flávia


http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20090301/not_imp331379,0.php

Beredicth disse...

Zappi.
Pelaprimeira vez aqui, e gostei! Muito mais que gostei! Putz... seu espaço tem idéias sólidas sobre um mundão de coisas, sem estar comprometido com petralhas.
Sobre a "brasileira" que se apresentou como vítima de neo-naziatas fazendo pequenas ranhuras na própria pele, tentando descolar algum "extra" do governo suiço, quero mesmo é que ela seja obrigada a repor as despesas que deu para demonstrar que é mentirosa. Mais ainda, que o fato seja dado a público para demonstrar que a atitude do molusco foi, no mínimo, de irascível descontrole por se tratar de uma "nordestina" que, segundo ele, tem nas veias os germes da honestidade... (uiiii!)
Justo na Suiça? Poderia tentar fazer isso em qualquer republiqueta aqui da América do Sul, inclusive no Brasil, mas no centro-mor da civilização???
Essa gente devia é nos poupar desse tipo de constrangimento internacional. Cadeia nela e nos que, no governo petralha, apoiaram a farsa, dizendo publicamente que também fariam as mesmas coisas...