2006-12-25

Religião - porque não

Há uma diferença fundamental na maneira de ver o mundo entre a religião e a ciência. A religião parte do que gostaríamos que fosse e inventa um mundo com essas características. A ciência trata de observar o mundo honestamente e, a partir daí, modificá-lo.

É claro que a filosofia científica é mais dura de engolir: há muita miséria e desgraça no mundo e não há motivo para supor que cada pobre-diabo encontrará uma vida eterna de prazeres após a morte. A maneira científica de ver o mundo duvida de tudo, baseia-se no que vê, engaja-se em uma busca entusiasmada para entender o desconhecido.

Os religiosos não: eles idealizam o mundo atual e inventam conceitos como a reunião com entes queridos após a morte. Tudo fica mais fácil, não é mesmo? Não é preciso nem entender o mundo. As suas 'teorias' religiosas são suficientes.

No Brasil há muita gente que duvida dos cientistas e acredita nos religiosos. É necessário ter tido muita lavagem cerebral para chegar a esse estado. Por quê?

A pesquisa científica nos deu os antibióticos. O número de vidas salvas por esta única invenção encontra-se provavelmente na casa dos bilhões. Essa é talvez a invenção científica que mais salvou vidas.

A religião nos deu as guerras religiosas. Estas continuam até hoje e acredita-se que um confronto entre os da cruz e os do maomé será inevitável e sangrento. Milhões de pessoas ainda morrerão.

A forma científica de ver o mundo deu-nos conforto. Os avanços da medicina aumentaram a expectativa de vida. A tomografia, a geladeira, o ar-condicionado, a energia elétrica, aviões voando a mil quilômetros por hora. Quem realmente espera um fantástico paraíso após a morte não deveria se importar com estes confortos mundanos, mas eu me importo. Os religiosos, por via das dúvidas também usufruem, não é mesmo?

Os religiosos nos deram os tabus sexuais. É incalculável o número de pessoas cuja vida foi transformada em uma desgraça pelo simples desconhecimento do que acontecia com seus corpos.

Mais desgraça -> mais fiéis -> mais dinheiro.

Os religiosos são fãs dessa equação, incrementando a desgraça de todas as formas possíveis.


A ciência só prospera com a liberdade. Liberdade em todas as suas formas, liberdade de expressão, pensamento e raciocínio. Discussão livre sobre todos os assuntos.

A religião só funciona em parceria com a ignorância e a repressão. Não resiste à mínima exposição ao pensamento crítico. Efetivamente batalha dia e noite para a supressão do raciocínio lógico de modo que seus ensinamentos não sejam questionados. De que outra forma alguém poderia acreditar em idéias completamente irracionais como por exemplo o "espírito santo"? O religioso é como um cavalo com tapa-olhos. Irá cegamente para onde as rédeas puxarem. Não é por acaso que os países mais religiosos são os mais atrasados.

O método científico nos deu os anticoncepcionais. Milhões de famílias sairam da miséria porque puderam manter baixo o número de filhos, educá-los, fazê-los crescer intelectualmente e financeiramente.

A igreja nos trouxe a miséria dogmática: todas as religiões proíbem o controle da natalidade. Por que? Para que a cada geração haja mais miseráveis, mais pessoas em situação difícil, mais pobres que se satisfaçam com umas esmolinhas. A igreja sempre trabalhou para um mundo pior.

A ciência forneceu os mais fantásticos meios de comunicação instantâneos ao redor do mundo. Rádio, televisão, satélites, celulares, internet, blogs.

A igreja nos deu o atraso na forma dos oligofrênicos que ficam lendo e recitando o torá ou bíblia ou corão até o cérebro parar.

A ciência respeita todas as pessoas, inclusive os religiosos.

A igreja ataca homossexuais, mulheres, cientistas. Demorou 400 anos para admitir um 'errinho' na condenação de Galileu à prisão perpétua por dizer que a terra não está no centro do universo. Queimou milhares de pessoas na fogueira pelo 'crime' de pensar. Inventou a polícia religiosa e a tortura religiosa, formas de repressão que fazem as ditaduras do século XX palidecerem em comparação.

A igreja e os religiosos reúnem os seres intelectualmente mais covardes que existem no planeta. Usam o medo e o terror para impingir crenças estúpidas a criancinhas indefesas. Matam e difundem a estupidez. A mentira é sua forma de pensar, a tortura é a sua forma de agir. Sempre contra indefesos.

A ciência nos deu os único heróis dignos de nota: pessoas corajosas que foram contra todo mundo ao seu redor para defender o que reconheciam como certo. Pessoas incapazes de mentir, divulgando e ampliando o conhecimento humano, expandindo a nossa inteligência, sem preconceitos e sem discriminação.

Igreja é covardia, fraqueza e mentira.

Ciência é coragem, força e verdade.

É incrível que alguém ainda defenda os religiosos. Se insistirem nessa defesa, que pelo menos estejam plenamente informados de que estão a defender monstros e covardes, estão a defender o atraso da humanidade e a morte.

10 comentários:

Saramar disse...

Meu amigo, essa é a verdadeira antítese: saber e religião.
A imagem com que ilustrou o texto grita em nossos ouvidos.

Voltarei depois para comentar melhor. De antemão, digo-lhe que concordo com tudo o que você iz sobre religiões, esse perene e profundo castigo que assola os seres humanso.

Steppenwolf disse...

Zappi,
Incisivo e brilhante seu texto!
A igreja age de forma covarde fazendo a lavagem cerebral desde o nascimento da criança, não permitindo que ela pense sequer por um minuto em sua vida livre de pré-conceitos. Daí a dificuldade de milhões de pessoas se libertarem dessa praga. É óbvio que se um ser humano pudesse escolher lá pelos 20 anos se se tornaria ou não religioso, não existiria um sequer para perpetuar tanta mentira, mas não é lhe dado essa liberdade, desde o berço ele é preparado para ser eternamente um escravo.
Parabéns pelo brilhantismo!

Julia disse...

Zappi!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Em outro post eu disse que você tinha se depassado.

Mas nestes dois você ATINGIU O GRAALLLL!!!!!!!!!!!!!!!!

Abrs

Zappi disse...

Obrigado, Julia, Steppenwolf e Saramar. Acredito que acabei por "espantar" os carolas!

Não faz mal. O importante é que pessoas que pensam como nós se unam contra a estupidez religiosa. O Lulismo é uma manifestação religiosa, uma fixação em uma idéia falha, uma montanha de gente obcecada por uma solução mentirosa. Enquanto as pessoas não pensarem, as soluções para o Brasil não virão, e as religiões continuarão se expandindo.

Peço a vocês que divulguem como puderem essas idéias, mandando por e-mail para outras pessoas ou inscrevendo e-mails no link "Receba as Novidades" na página inicial do blog.

Muito obrigado pela visita, e tudo de bom para vocês.

Julia disse...

Zappi,

Fique tranquilo, sou militante!!!!

Você não imagina o quanto minha existencia é pautada na militancia contra toda forma de preconceito e de ditadura porque vivi a ditadura familiar baseada na extrema religiosidade!!!

Anônimo disse...

A verdadeira ciência é apoiada pela Bíblia, muito antes de os homens descobrirem isso a Bíblia já dizia que a terra é redonda, Jó disse que a Terra era suspensa sobre o nada numa época em que os homens acreditavam que ela era suspensa nas costas de elefantes que estavam sobre tartarugas os sete dias não são dias de 24 horas, um dia criativo não se sabe quantos anos pode durar podem ser milhares de anos, quanto a evolução, não há nenhuma prova contundente de que ela seja real, e se fosse, pq os animais de hoje não evoluem? E o homem pq não evolui mais? Acho que vocês deveriam se informar melhor do assunto antes de falar, e tenho dito!!!

Zappi disse...

Tem samba de uma nota só e tem gente de um livro só...

Leandro disse...

Apenas acho que vcs estão caindo numa contradição gritante: Se julgam ser "contra a religião", me pareçe que o dogmatismo científico impera;
Se são contra a religião: me pareçe que a "religião do cientificismo" converteu vcs;
Se são "contrários à religião" parece-me que a apologia em favor de um racionalismo excessivo, estimulou a cabeçinha de vcs a se pautarem exclusivamente na razão, abandonando todas as demais dimensões do ser humano: corpórea-espiritual. Se é que vcs sabem o que é espírito, já que são "tão doutos..."
Se fossem tão corretos, como me parece que pretendem ser, não deixem de falar do aquecimento global, que tanto favorece a desgraça ambiental no planeta: fruto da "santa ciência irresponsável de alguns". As bombas atômicas, as armas de guerra sofisticadas... Não sou contra a ciência, mas contra cientificismos. Será que agindo contra as religiões, vcs não estão criando outra? DEsejo debater isso com pessoas realmente capazes.

Gerson B disse...

Acho um pouco exagerada essa louvação da Ciência. Ela tambem nos deu os Mengeles e outros doidos.

E nem todas as religiões são assim dogmáticas. As monoteistas sim, mas há outras mais flexíveis.

Concordo na maior parte com você, mas acho uma versão muito maniqueista.

Zappi disse...

Gerson, acho que concordo com você. A Ciência e as Religiões não têm porque se contrapor dessa maneira.

Sem Ciência estaríamos todos mortos. Acho que no mínimo devemos respeitar a busca sincera pela verdade. A Religião nem entra nessa categoria, seria mais como uma tentativa de convencer a maior quantidade possível de pessoas de uma mentira.

Quanto a Mengele, não era um cientista de verdade. O que ele descobriu? Era nazista, e o nazismo e as religiões se equiparam por dogmas absolutos (exemplo: raça ariana superior às outras) nunca demonstrados.

Um abraço,