2006-10-12

Será que a Economist lulou?

Na Economist online, um tal de Brooke Unger diz o seguinte:

A discussion with Brooke Unger, São Paulo correspondent of The Economist

“The elite in São Paulo are passionately against Lula. This is from a combination of things... partly because the corruption that the Workers' Party engaged in is more widely known in São Paulo... and partly there remains a class prejudice against Lula, who comes from a very humble background. There is a feeling among paulistanos that he is not worthy to represent Brazil.”


Ouça a entrevista aqui. Às vezes sinto um desânimo quando vejo algo assim: a Economist, caindo no papo do Lula?

Decidi escrever uma cartinha para eles a respeito. Como não acho que eles vão publicar, coloco no meu bloguinho:

Brazilian elite

Sir,

As a Brazilian who left Brazil as a consequence of the lack of hope in the future of the country, I would like to make a remark about the interview of your correspondent Brooke Unger of Oct 10th. In general the interview is good. However there is a problem in some of the concepts brought up by him. There was indeed class prejudice against Lula when he assumed office. However, during the last 4 years, what has been seen in Brazil is a never ending horror tale exposing the incredibly corrupt guts of the Worker's Party (PT). The class prejudice is over. What matters now is that Lula's government is considered shamelessly and blatantly corrupt in an unprecedented scale and in all levels as is widely documented in the local media.

To make matters worse Lula tries, in his speeches, to fuel a class confrontation between what he calls "elite" and the poor. "Elite" in Lula's concept is just the shrinking middle classes, while the real "elite" is enjoying the easy profits coming from the highest real interest rates and the most outrageous spreads in the world. The middle classes currently pay real interests of around 30%/yr in personal credit and more than 80%/yr in credit card purchases.

The way your correspondent uses the words "elite" and "prejudice" shows either that Mr Unger does not understand what's happening in the country or that his definition of some words has also changed according to Lula's gospel.

Paulo Zappi - Melbourne - Australia


-----------
Atualização:

Claro que não iam publicar. Entretanto recebi uma resposta do próprio Unger:

Dear Mr Zappi,

Thanks very much for your letter about my interview. I am not Brazilian, but I have been living in Sao Paulo for the past four years, and I can assure you that the prejudice against Lula is still very much alive. I was recently asked to give a palestra at a company here and was given a fake photo of Lula in the UK signing a guest book. The inset showed him writing "Da book is on da table" or something like that. That's just a graphic example of the snobbery I encounter often. Clearly, people are also angry at Lula because of corruption, and rightly so (although that is hardly the monopoly of the PT and its allies). But class clearly has something to do with the hostility towards him among the coupon clipping elite.

regards,

Brooke Unger
Sao Paulo Bureau Chief
The Economist

Impressionante: ele repete todos os argumentos PT-Chauísticos. Parece que fez curso no MST. Suspeito que esse negócio de "coupon clipping elite" é uma forma nova de dizer "burguês" no sentido esquerdista da palavra. Usou essa expressão para escapulir da minha reclamação de que a palavra "elite" estava mal utilizada neste contexto. O que vocês acham? Devo responder?

6 comentários:

Tambosi disse...

Perfeita, Zappi, mas claro que não vão publicar.
Agora, é impressionante como Lula ainda tem "trânsito" na Europa (o que me leva a acreditar cada vez menos no velho continente).
Como os jornalistas conversam muito entre si, é bem provável que o correspondente tenha assumido as idéias de seus colegas bananeiros.

Claudia disse...

Zappi, talvez publiquem sim e se publicarem, por favor nos avise.
A carta está perfeita e, como disse o tambosi, este jornalista provavelmente deu ouvidos aos seus coleguinhas brasileiros.
Uma lástima que Lula ainda cause este furor incompreensível - para nós - no velho continente (que aliás, de bom, só anda produzindo bons vinhos...).Beijos cariocas

Cris disse...

Vai ver q era o Lula e a gente nem sabia....

13 de outubro de 2006 - 20:33
Índice mostra que, em 20 anos, Brasil reduziu fome pela metade


O índice levou em consideração fatores como mortalidade infantil, desnutrição infantil e o número de pessoas com deficiência alimentar em 119 nações pobres ou emergentes






LONDRES - Em 20 anos, o Brasil reduziu pela metade o seu problema de fome, mostrou o Índice de Fome Global divulgado nesta sexta-feira pelo Instituto de Pesquisas sobre Políticas Alimentares, organização com sede em Washington.

Em 1981, o Brasil fazia parte do grupo de países com problemas “graves” de fome - pontuava 10,43 num ranking de zero a cem, em que zero é o melhor resultado.

Em 2003, ano até o qual foram compilados dados para o índice, o país pontuou 5,43 e ficou no grupo com problemas “moderados” de fome, afirmou a organização.

Julia disse...

Caro Zappi,

Aqui coloquei em Francês o conteudo da sua carta intitulada Brazilian elite.A tradução foi feita pelo sistema conversão informatica de tradução.

Quem sabe colocando em site aqui em PARIS O TEXTO tranformado em Français,POSSA,"dar o contre" em algumas °/°pras "ideias Francêsas" que ja foram "bem trabalhadas" por Francêses "ADERENTES da vitimização" PATETICA, do LULA "O COITADO" QUE DA COMIDA AOS POBRES E assim sendo, OS ROUBOS e a corrupção SÃO PERDOADOS!!!????

Aqui destes lados do velho continente...que é o BERçO DO ELITISMO...duvido se um lula com a bagagem dele seria aceito a pelo menos estar em alguma lista pra candidato a PRESIDENCIA de algum PAIS do VELHO CONTINENTE...mesmo sendo ele do PT que tem tambem por todos os lados do mundo!!!!

Quando o MOLUSCO FOI ELEITO PRA PRESIDENCIA,ficamos sem entender o que teria acontecido...PRA QUE OS BRASILEIROS, tivessem tido CORAGEM de eleger um APEDEUTA como LULA.

Houve momentos que cheguei a pensar que o "CASO" DO APEDEUTA, estava servindo,pra EXPERIENCIAS (como fazem em laboratorios...) à outros paises, onde tambem,existe partido trabalhista, com ideologias focalizadas na "ALERGIA" AOS PATRÕES, AOS RICOS, AS ELITES,AO SABER atravez da formação UNIVERSITARIA logico seguido de pos graduações teses...etc... etc... Agora esta ai o ASSUNTO...!!!como se livrar DA EXPERIENCIA DO LABORATORIO...???? A evidencia com tantos "assuntos internationais dos braços longos"...que com certeza deve ser "injustamente",pelos "braços longos"...QUE JORNALISTAS INTERNATIONAIS POSSAM TER ENLULADO!ah!vocês pensam que nos velhos paises os "braços longos"não existe?!POIS EXISTE COM CENARIOS BEM ARRUMADINHOS...!!!

ENTÃO BRASILEIROS LUTEMOS PELO NOSSO PAIS E VAMOS TIRAR A CORJA PETRALIA DO NOSSO PAIS!!!

Zappi,Segue aqui o texto,não sei se tera efeito mas farei esforço que este grão de areia esteja em algun site daqui de Paris.


"l'élite à São Paulo est passionément contre Lula. C'est une combinaison des choses... en partie parce que la corruption dans laquelle le partie des ouvriers est engagée est plus largement connu à São Paulo... et partiellement là demeure un conflit de classes contre Lula, qui vient d'un milieu très humble.Il y a un sentiment parmi des paulistanos qu'il n'est pas digne pour représenter le Brésil."


Lettre de Zappi:

Monsieur,

En tant que Brésilien qui a quitté le Brésil par suite du manque d'espoir dans l'avenir du pays, je voudrais faire une remarque au sujet de l'entrevue de votre correspondant Brooke Unger du 10 oct.. En général l'entrevue est bonne.Cependant il y a un problème dans certains des concepts
évoqués par lui. Il y avait en effet un conflit de classes contre Lula quand il a assumé la présidence. Cependant, pendant les 4 dernières années, ce qui a été vu au Brésil est un conte d'horreur sans fin exposant les entrailles incroyablement corrompues du Parti des Ouvriers (PT). Ce qui importe maintenant est que ce gouvernement de Lula est considéré sans scrupule et d'une manière flagrante corrompu dans une échelle sans précédent et dans tous les niveaux comme est largement documenté dans les médias locaux. Pour rendre le sujet encore pire Lula essaye, dans ses discours, d'alimenter une confrontation de classes entre ce qu'il appelle "l'élite" et les pauvres. "L'élite "dans le concept de Lula est juste les bourgeoisies craintives, alors que la vraie" élite "apprécie les bénéfices faciles venant des taux d'intérêt de vrai intérêt les plus élevés et les plus indignes au monde. Les bourgeoisies payent actuellement de vrais intérêts autour de 30% sur les prêts personnels et plus que 80% d'intérêt sur les achats par cartes de crédit .La manière dont votre correspondant emploie les mots "élite" et le "préjudice" prouve à l'un ou l'autre que M. Unger ne comprend pas ce qui se produit dans le pays ou que sa définition de quelques mots a également changé selon l'evangile de Lula.

Cris disse...

Vai ver, o autor é irmão do mangabeira, rsssssssssssss

Orlando Tambosi disse...

Que coisa impressionante, Zappi.

Mas não deixe de responder. O cara não vai mudar nada, mas não deixe por menos.

Abs.