2007-03-20

Orgulho de ser brasileiro

Acima de nossas cabeças, o Cristo de braços abertos. Ao nosso redor a maravilhosa baía da Guanabara, o sol da tarde fazendo o Pão de Açúcar brilhar alaranjado, uma brisa morna e húmida nos acariciando. Uma mulher olha para nós e não se contém. "Que maravilha!", exclama, "Que coisa tão linda!!!", "Que maravilha este meu Rio!!". Está descontrolada: "Este é o lugar mais lindo do mundo!!!", gritando cada vez mais... "Meu Brasil é maravilhoso!", "Nenhum lugar do mundo se compara a este!!!". O que eu podia fazer? Discutir com essa pobre mulher lá mesmo? A sua ilusão não seria dissipada com meras palavras, ela estava totalmente fora de si. Só fiz que sim com a cabeça, esbocei um sorriso. Ela era louca, não se deve discutir com dementes. Já estava derramando lágrimas de emoção.

Em outras circunstâncias eu me juntaria a ela com gosto. Infelizmente, sei mais do que eu devia. Viajei mais do que o necessário e enxergo a verdade por trás de tão maravilhoso cenário. É um palco, afinal, vemos somente os efeitos especiais. Eu quero realidade.

Mas afinal não tinha ela razão? Como podia eu negar que a paisagem era a mais linda do mundo? Como podia questionar o que via diante de meus próprios olhos, como haveria eu de discordar dessa mulher sincera, autêntica?

Eu não discordo, mas acho que algumas feiúras destróem qualquer beleza.

O brasileiro autêntico, como essa mulher, tem uma característica muito peculiar: quando precisa escolher entre duas coisas, opta invariavelmente pela mais fácil. Quer ver?

Vamos ver o que o brasileiro faz com o seu tempo. Vamos oferecer duas opções: ler ou ver novela. Ver novela, é claro! Ler dá muito mais trabalho. O resultado é interessante: o Brasil é um dos países que menos consome livros no mundo. Os argentinos, vizinhos latinos, lêem 20 vezes mais livros!

Ah, dirão, é que o brasileiro é muito pobre e ignorante. Entendo. Vamos dar uma opção então para os governantes. Escolhamos entre aplicar dinheiro para subsidiar livros e estimular a leitura ou dar dinheiro para a Globo, que faz as novelas. O governo já escolheu: a Globo não paga impostos, o que corresponde a um subsídio de bilhões. Livros? Ninguém quer. Viva a novela!

E na educação? O que o governo escolhe: melhorar o ensino público ou dar cotas para entrar na faculdade? Esta é fácil: cotas. Muito mais fácil. A minha teoria continua valendo.

Vamos ver outra opção. O que fazer a respeito do chamado "cheiro do povo". Os miseráveis não tomam banho por causa da falta de saneamento básico e educação. O que é mais fácil: incentivar o banho ou exaltar o budum como se fosse o odor dos puros? Mas esta é muito fácil: viva o cheiro de suvaco! Quem não gosta do cheiro do povo merece ser linchado!

Note que as opções do autêntico brasileiro nunca requerem nenhum esforço.

A maior parte dos brasileiros é miserável. Vivem em condições deploráveis em cortiços asquerosos chamados favelas. O que é mais fácil: prover moradia decente ou cristalizar as favelas como uma faceta virtuosa da cultura popular? Meu irmão! Tá de brincadeira? Claro que é a favela, viva a favela, comunidade popular!

Puxa, não é que esta teoria é poderosa?

Vamos a outro exemplo: o que é mais fácil, fazer algo por si para tentar sair da miséria, estudar, trabalhar, melhorar de vida, ou ir rezar por uma vida melhor e para ganhar na loteria? Elementar, meu caro. Rezar é rapidinho e não requer esforço mental nenhum.

O que é mais fácil, fazer uma licitação honesta, com critérios técnicos definidos e procurando o melhor serviço pelo melhor preço ou roubar em licitações de cartas marcadas como as da Infraero para Congonhas? Pô, que dúvida? É fácil, cara.

O Brasil vive hoje uma verdadeira guerra civil. 50 mil assassinatos por ano ocorrem no país e só no governo Lula 200 mil pessoas foram mortas. O que é mais fácil, declarar guerra ao crime e diminuir esses números ou tentar subornar os criminosos com penas mais leves, bolsa-prisão para famílias de presos, puxar o saco de organizações do tipo PCC para manter algum controle e de quebra ganhar favores? Puxa, ainda pergunta? É claro que subornar os bandidos é mais fácil, especialmente com o dinheiro de outros. Mandem matar quem disser que o Brasil vive uma guerra civil! É tudo intriga das elites!

É, funciona mesmo.

Funciona também para a mulher chorosa do Cristo redentor. O que é mais fácil: proclamar aos quatro ventos as maravilhas do Brasil ou enxergar a realidade? É claro que ela escolheu a vida fácil. Ainda bem, temos certeza de que ela é uma brasileira autêntica. Viva o Brasil!

4 comentários:

Anônimo disse...

Associação Nacional dos Militares das Forças Armadas

* ANMFA *


Manifesto à Nação Brasileira
Cidadãos Brasileiros! Companheiros!

http://www.anmfa.org/manifest.htm



Brasileiros, uni-vos em nome do Brasil e da democracia.

A pátria necessita urgente de uma grande faxina!


FORA QUADRILHA !!!
IMPEACHMENT JÁ !!!!

Orlando Tambosi disse...

Vou chamar para o post lá em casa...

Abs.

easynet disse...

Bonjour
je visite votre blog et vous faites un excellent travail

bisous de julia

Zappi disse...

Merci beaucoup, Julia!