2007-07-22

Pistas dorminhocas

A CNN fez uma excelente cobertura tanto sobre o acidente em Congonhas como sobre o papel do governo no caos aéreo. Em um vídeo chamado "The Blame Game" - ou o "empurra-empurra da culpa" eles entrevistam uma controladora aérea de Cumbica que não quer se identificar. Em inglês sofrível, com uma pronúncia péssima, ela tenta explicar que a pista de Congonhas estava "escorregadia". Infelizmente não encontra a palavra correta e diz

"...about the sleepy, slipped runways..."

Ela quis dizer provavelmente "slippy" que quer dizer escorregadio, mas em linguagem infantil... a palavra certa é "slippery". Repita comigo, controladora: "slippery runways, slippery runways..."

Já mencionei o problema faz tempo aqui. Atenção, governo brasileiro! Como está indo o curso de inglês para os controladores?


3 comentários:

MARIO GENTIL COSTA disse...

ZAPPI, TENHO UM AMIGO, HOJE APOSENTADO, QUE FOI COMANDANTE DO JUMBO 747 DA VARIG. CERTA VEZ, PELO MAU INGLÊS DO SEU CO-PILOTO, ENCARREGADO DO DIÁLOGO COM A TORRE DE CONTROLE DE LOS ANGELES, DESCEU NUMA PISTA PARALELA ERRADA E QUASE SE CHOCOU COM OUTRO AVIÃO QUE DECOLAVA. FELIZMENTE, O CÉU ERA DE BRIGADEIRO, E ELE VIU O ENGANO EM TEMPO; ARREMETEU E SOBREVIVERAM TODOS. "DECERTO, FOI DEUS QUE OS SALVOU..." AGORA, SE UM CO-PILOTO TEM TAL DIFICULDADE, IMAGINE-SE UM CONTROLADOR MAL PAGO. ABRAÇÃO. MaGenCo

Paulo disse...

Zappi,

O que se esperar de um país no qual NEM OS DIPLOMATAS são obrigados a falar a língua de Shakespeare???

Paulo C. Barreto disse...

Saber inglês no Brasil é como pertencer a uma sociedade secreta. Quem sabe finge que não sabe para não passar vergonha; quem não sabe faz como a raposa das uvas do La Fontaine. Afinal, quando neguinho vai a Nova York ninguém se digna a falar português com ele, o que prova que os ianques não passam de malditos imperialistas etc. etc...