2007-11-30

Morte ao ursinho-bomba

Vocês já devem ter ouvido falar da professora da creche no Sudão que perguntou aos pequenos alunos qual o nome que deveria ser dado a um ursinho de pelúcia. Muhammad! - disseram os fedelhos. A britânica, inocente, colocou um cartaz escrito "Muhammad" no ursinho.

Alguém tirou uma foto e... a mulher foi presa. Por que? Porque os gênios islâmicos ficam nervosos se chamarem um ursinho de pelúcia de Muhammad. Interessante manifestação da civilização islâmica. Não precisa nem comentar, né?

Aí vem a parte boa: a professora britânica foi condenada a 15 dias de prisão e deportação sumária para a Inglaterra. Até aí tudo bem, as opções eram 40 chibatadas, 6 meses de uma prisão que no Sudão deve ser pior que no Bananão. Eles foram "bonzinhos" com ela.

Mas aí, vejam só: o povo islâmico ficou revoltadinho. Querem a morte da professora. "Eu quero arrancar-lhe a cabeça eu mesmo" - diz um inteligente manifestante. Vejam o vídeo da manifestação clicando na foto dos tarados de Alah. Eu me pergunto se o papa considera estes gênios sudaneses ateus ou não...

3 comentários:

Orlando Tambosi disse...

A Ayaan percebeu isto na carne. Junte islamismo com tribalismo e teremos o inferno.

Maria do Espírito Santo disse...

Dar a um ursinho de pelúcia o nome do PROFETA?! Alah, onde é que esse mundo vai parar?! Que essa mulher arda no mármore do inferno do alazão!

ielpo disse...

É isso aí, caríssima Maria... devido ao contexto altamente intelectualizado do mundo islâmico, eles bem que poderiam ter escolhido um nome mais erudito, por exemplo, Andy Panda (hummmm, soaria um tanto quanto "imperialista demais...") ou então, Teddy, o ursinho do Mr. Bean!

Minha frase de cabeceira (creio que por Albert Einstein...): "Só há duas coisas infinitas: o Universo e a estupidez humana, e quanto à primeira não tenho a certeza"...

Abraços!