2007-05-14

Pálido ponto azul



No fim da missão espacial da sonda Voyager, que fotografou Urano e Netuno, além de Júpiter e Saturno, Carl Sagan, o grande divulgador de ciência, fez um pedido especial, que não estava no programa. Vamos apontar o telescópio da Voyager para a Terra? O que se viu foi um minúsculo e pálido ponto azul.

Na voz do próprio Carl Sagan, a percepção de que a Terra é um minúsculo ponto azul e o que isso significa. Um trecho do livro, lido pelo autor. Todo mundo tem a obrigação moral de passar adiante este vídeo, sábio e real. Um pouco de humildade é o que muita gente precisa.

Clique na capa para comprar o livro na Livraria Cultura



5 comentários:

Saramar disse...

Maravilhoso, emocionante.
Você tem razão. Se todos lessem, talvez sentissem o quanto somos insignificantes, talvez pensassem mais em ser melhor para si, para o planeta, para o cosmo.
Sei lá, creio que o homem é uma raça perdida.

Obrigada.
beijos

O Lobo disse...

Obrigado, Zappi!
Salvou o meu dia!

Zappi disse...

Fico feliz em ter feito bem a vocês. Obrigado por comentar. Divulguem, por favor.

Um abraço

Otacílio Guimarães disse...

Zappi, eu tenho este livro desde que foi lançado em português no Brasil. Por ser um entusiasta da exploração espacial, por ter conhecido Carl Sagan e a sua contribuição para o progresso da humanidade, considero este livro uma das mais importantes obras já escritas por um cientista para pessoas leigas. Quero parabenizá-lo por divulgar esta obra magnífica e pelo tributo que presta ao grande cientista e ser humano que foi Carl Sagan. Lhe agradeço por isto. Grande abraço.

Zappi disse...

Está na Bahia, Otacílio?

A verdade é que procurei em português e esse livro está esgotado, e por este motivo coloquei o link para a versão em inglês.

Um abraço,
Zappi